Design: Portugal tem uma das “10 melhores paragens de autocarros” do mundo

Portugal-bus-terminal

A estação de camionagem da empresa Arriva, em Guimarães, é uma das 10 melhores estações do mundo em termos de design. A classificação foi atribuída pela Design Curial, uma plataforma especializada em arquitetura, arte e design, de grande reputação internacional e com publicações online e em papel, com base em Londres. A Design Curial, que classificou o edifício no 8º lugar, salienta o aspeto minimalista e contemporâneo da estação, elogiando as áreas envidraçadas que facilitam a entrada de luz, a ausência de prédios vizinhos de forma a minimizar o ruído, e a resolução dos problemas logísticos da empresa, juntamente com as boas condições para os passageiros.

O arquiteto do projeto, Ricardo Vieira de Mello, contou ao jornal Público que a utilização de vidro e alumínio têm como objetivos, não só a variação de cores, mas também a minimização de necessidades de manutenção. O espaço foi inaugurado em 2010, num período de grande turbulência económica e financeira em Portugal, entre as convulsões causadas pela falência do banco norte-americano Lehamn Brothers em 2008 e a intervenção do FMI e da Troika em 2011; neste sentido, a preocupação de Vieira de Mello é totalmente justificada, provando que é possível ter em conta preocupações de sustentabilidade económica no longo prazo sem descurar aspetos funcionais e aspetos estéticos.

Albergando cerca de 100 autocarros, a estação foi construída em Pinheiro, deslocando-a do centro da cidade, tendo em conta os objetivos da preservação progressiva do Centro Histórico que já é classificado como Património da Humanidade. Tratou-se de mais um passo na transformação de Guimarães num centro turístico e, ao mesmo tempo, ecologicamente sustentável, com a renovação do tecido habitacional do centro, à imagens de outras cidades históricas europeias.

A lista da Design Curial inclui estações em diversos países, como a Alemanha, o Reino Unido ou a Geórgia. A estação vencedora é uma simples paragem de autocarro situada na Áustria, que tem como particularidade ser construída com madeira seca, um material muito trabalhado e utilizado na zona de Vorarlberg, onde a paragem foi instalada.