Mulher obtém cargo máximo nas Forças Armadas

Portrait of female army soldier

Pela primeira vez, uma mulher irá ascender ao posto de general nas Forças Armadas. A informação foi confirmada à imprensa pelo Ministério da Defesa, adiantando que se trata da promoção natural de uma de três mulheres que, na Força Aérea, ocupam atualmente o posto de coronel. A Força Aérea foi o primeiro dos três ramos das Forças Armadas portuguesas a admitir mulheres, em 1988, pelo que se torna natural que seja também o primeiro a ver uma mulher subir ao “ranking” mais elevado.

O Ministério informou ainda que a promoção não tem uma data marcada, garantindo apenas que não será em 2016. Não foi também adiantado o nome da “contemplada”; contudo, sabe-se que não se trata de uma promoção de carácter excepcional ou extraordinário, mas apenas efeito da aplicação das regras normais de progressão na carreira. As mulheres representam cerca de 11% do total de efectivos das Forças Armadas, sendo cerca de 3200 entre os três ramos.

De acordo com o Observador, os oficiais-generais podem ter três graus na hierarquia: general, tenente-general e major-general, por ordem descendente. O posto de marechal é honorífico e o de brigadeiro-general é provisório, reservando, por exemplo, aos chefes de missões internacionais temporárias.

O número de generais existentes em Portugal é um assunto que ocasionalmente levanta polémica em Portugal, dado o seu número considerado, por vezes, excessivo, tendo em conta a adequação entre os recursos financeiros do Estado e e as efetivas necessidades militares do país. Em 2011, no início do período da intervenção financeira do FMI e da “Troika”, estimava-se a existência de 132 generais, ao todo.

“A General” ou “A Generala”: qual a forma correta?

O portal online Ciberdúvidas esclarece que, para a maioria das publicações oficiais (como o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa, da Porto Editora), o termo “general” é um substantivo de dois géneros, como “intérprete” ou “jurista”. Neste sentido, “a general” será a forma mais correta.