Portugal é o último “tech hub” e paraíso do empreendedorismo europeu!

how-to-get-a-good-quality-of-life-and-happiness

No setor do empreendedorismo, Portugal tem vindo a trabalhar para evidenciar o talento e as potencialidades nacionais, com uma nova geração a querer associar o seu entusiasmo ao movimento.

Nesta aposta tecnológica, a que os mais jovens chegam em força, as modalidades de jogo atingem também novos patamares de oferta e possibilidades de lucro, das quais um exemplo é a Gaming Club Casino Online, uma aplicação de casino acessível a partir do seu telemóvel. Aqui, encontrará um “software” online que lhe acena com “jackpots” que pode facilmente transportar do mundo virtual para o seu bolso.

Os ganhos somados poderão, quem sabe, levá-lo a Lisboa, cidade que em 2015 recebeu o prémio Cidade Empreendedora Europeia. Vaticina-se que a capital do país não será a mesma depois que a Web Summit 2016, considerada a maior iniciativa de empreendedorismo, inovação e tecnologia no âmbito europeu, aí se instalar, mantendo-se até 2018.

A Câmara de Lisboa tem dado resposta à atenção internacional recebida, dinamizando projetos e eventos relacionados com o empreendedorismo e a criatividade. Fomenta-se a troca de experiências entre os empreendedores bem-sucedidos, para que contagiem o mundo envolvente e ajudem a orientar os jovens no enfrentar de desafios reais, para os quais muitas vezes as universidades não os preparam.

No Norte do país, o Porto não se deixou ficar para trás nesta onda de pioneirismo empreendedor, perseguindo a ambição de se tornar um centro tecnológico. Nos últimos dois anos, a Porto Tech Hub veio acrescentar a tecnologia aos atributos tradicionais portuenses, com marcas como a Farfetch, a Critical Software e a Blip a quererem transformar a cidade num cenário europeu de referência. Mais do que uma conferência de tecnologia, a Tech Hub pretende criar uma associação entre as empresas de tecnologia da área do Porto, com vista a atrair talentos.